Contos de Tarot 5 - Hora de se cuidar - Rosane - Taróloga

sábado, 6 de julho de 2019

Contos de Tarot 5 - Hora de se cuidar



Avanço por este mundo desconhecido me sentindo curioso/a como uma criança.  Tudo é novo aqui, tudo é descoberta. Me sinto estranhamente vulnerável. Talvez lá fora essa sensação fosse desagradável. Vivemos nos protegendo de tudo. Aqui sinto que sou eu mesmo/a e... está tudo bem.

Avisto ao longe um trono de pedra no meio do que parece uma clareira num bosque florido. Um bosque aqui no fundo do mar? "Esqueça a lógica" me digo. Me aproximo. Há um movimento por lá. Uma mulher em longas vestes vermelhas, cabelos longos castanhos, pele clara um pouco bronzeada de sol. Ela se move suavemente, mas com agilidade. É tudo muito bonito e bem cuidado por lá. Está cuidando das plantas. Há também animais perto dela, parreiras de uvas, árvores frutíferas. Ela usa uma coroa, parece ser seu reino. Há um cheirinho de doce no ar.




- olá. Tudo bem? - pergunto.
- olá! Que bom que você veio! Está com fome? Sede?
- não... - sou interrompido/a.
- sente-se. Vou lhe servir um chá de amoras com uns biscoitos de aveia que acabei de fazer. Estão deliciosos! Pode sentar onde quiser, só não no meu lugar. - me sorri um pouco severa.

Noto que a sua amabilidade e hospitalidade parecem ser bastante regradas.

- não vou me demorar. Estou em busca de algo. Uma estrela - explico. Ela parece mudar sua feição calorosa.
- que estrela? Você vem até minha casa, serve-se da minha comida, das coisas que eu tenho e quer me roubar? Sabe o quanto demora criar tudo isto aqui? O quanto demora até uma árvore dar frutos?
- não, não quero lhe... - sou interrompido/a de novo
- não me interrompa! ... Agora pode falar.
- eu não quero lhe roubar, não. Nem sei onde está minha estrela. Se estiver com você, está tudo bem.

Ela me olha desconfiada mas também um pouco compadecida.

- Bem... na verdade eu tenho muitas estrelas. Mais do que preciso. Você pode ficar com uma delas.
- Mesmo? - respondo feliz
- Mas só se você se comportar. Tome todo o seu chá e coma os seus biscoitos que vou lá buscar. Quero ver esse prato limpinho, viu? - ela me responde orgulhosa da ordem. Me lembra a minha mãe..  aliás, ela me faz me sentir meio criança pelo jeito que me trata.

Ela sai enquanto me vigia obedecendo-a e volta com algo brilhante carregado nas suas saias, que faz de cesto. Ela vem sorrindo.
- adivinha o que tem aquiiii? - sua voz soa agora como aquelas que a gente usa quando fala com bebês. Resolvo entrar na brincadeira
- um sapo? Um avião? Uma flor? - ela vai negando e rindo. Realmente parece se divertir.
- ah, já sei! Uma estrela? - brinco como se estivesse descobrindo presentes numa noite de Natal.

Ela me sorri de volta e revela a sua estrela: uma grande moeda dourada com um pentagrama entalhado ao centro. É uma moeda realmente linda, parecendo de ouro. Imagino que seja cara. Mas sei que não é a minha estrela.

Tento disfarçar minha frustração, mas acho que ela nota.
- não é maravilhosa? É de ouro, vale muito! Veja, tem um estrela desenhada no centro! Bem feita, não? Nem devia lhe dar, mas... bem, eu gosto de mimar as pessoas. Sou tão afortunada!
Eu tento disfarçar minha frustração e não sei bem o que lhe dizer. Vejo que, para ela, parece ser mesmo um presente de tanto valor que ninguém seria capaz de recusar. Resolvo aceitar.
- puxa, obrigado/a. De fato eu não mereço...
- pode ser. Mas você pode precisar. Todo mundo precisa de dinheiro! Dinheiro é que move o mundo! Sem dinheiro, você não é nada!

Começo a sentir vontade de me afastar daquela rainha. Por baixo da sua generosidade, sinto um certo medo e um pouco de raiva. Ela é um tanto preconceituosa, sinto. Agradeço o presente e toda a sua generosidade, mas aviso que preciso seguir viagem. Ela não gosta muito da minha saída, mas lembra que também tem muito trabalho, que precisa arrumar toda a bagunça que ficou na cozinha, dar comida aos animais, molhar as plantas... e me deixa ir. Saio um pouco aliviado/a. Tenho a sensação que, se ficasse mais por lá, enlouqueceria.

_________________

Interpretação: 

O encontro com a Rainha de Ouros pode revelar que você, hoje, pode estar voltado/a à satisfação de seus desejos físicos. Comer bem, beber, mexer o corpo, estar na natureza, fazer coisas úteis  podem ser prazeres muito agradáveis ao seu corpo físico e às sensações de deleite que lhe causam. Num feriado, pode ser a pedida mesmo!

Num outro sentido, essa Rainha pode também revelar o encontro com uma pessoa assim, voltada aos prazeres do corpo e do que o dinheiro pode pagar. Pessoas normalmente do elemento Terra, voltadas ao trabalho, sustento, corpo e à acumulação de dinheiro. Para elas, nada é mais importante que a segurança que o dinheiro representa. Este é o seu mundo.

Como mensagem, este Arcano aconselha você hoje a cuidar da sua saúde e beleza, se alimentar bem, beber líquidos, descansar ou fazer atividades que lhe dão prazer físico. É tempo de cuidar de si e da sua casa. Atenha-se às coisas práticas. Se precisar aproveitar para fazer aquele conserto que vem adiando, que tal aproveitar o dia? Se é descanso o que lhe falta, dê-se ao direito. O que é certo, com essa Rainha, é que pensar demais ou ficar muito nas emoções e em atividades exaustivas/criativas, não é a pedida do dia. Hoje, atenha-se às necessidades do corpo, ao físico, ao material.

Lembre-se do que sua mãe lhe dizia. Saia agasalhado/a, coma direito, durma bem, faça exercícios moderados. A fórmula da saúde, afinal, até sua avó sabia. É tempo de ser uma boa criança. Carpe Diem! ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

RosaneTarot


Este é um blog de autoria de Rosane Kurzhals. Todos os direitos reservados. A reprodução total ou parcial do conteúdo aqui apresentada está autorizada, desde que com o consentimento da autora e citada a fonte. ;)








Últimas do Blog

recentposts

Instagram