19/5 - Carta do Dia: 8 de Espadas - Rosane - Taróloga

quinta-feira, 19 de maio de 2011

19/5 - Carta do Dia: 8 de Espadas

Tenho uma amiga que, ao ser questionada sobre qualquer situação, responde com uma máxima interessante... diz ela “Sabe aquele lance do dinheiro? O problema é o dinheiro, tudo gira em torno do dinheiro!’’. Bem, eu não sei qual é o tal “daquele lance do dinheiro”... e vou falar porque. Porque creio – posso estar errada – que nem tudo é culpa do dinheiro. E o 8 de espadas fala mais ou menos isso.

O poder contido no número 8 está limitando a liberdade da personagem central da carta através de um cerco de espadas. A pessoa está vendada e de mãos atadas. As espadas são os pensamentos e os dramas terríveis que, acreditamos, impedem nossos movimentos. Mas não são nossos, esses pensamentos. São crenças dos outros, que tomamos como nossas. E que fazem tal pressão sobre nós, que nos sentimos amarrados, vitimados, dependentes de socorro.

Esta carta mostra, portanto, a que ponto podemos chegar quando nos tornamos prisioneiros das opiniões dos outros com relação ao nosso poder pessoal. Acreditamos tanto nas sentenças que nos impõe (e que nós mesmos criamos), que ficamos enredados por nossos pensamentos derrotistas. Queremos, no fundo, que os outros façam a nossa vontade e teimamos por uma forma única de pensar e agir, mesmo que saibamos não ser a forma correta, porque não é a nossa. Então perdemos o controle! Temos, então, delírios e nos tornamos obcecados por um só ponto de vista. A mente divaga numa corrente sem fim de pensamentos, de estratégias, de fugas possíveis e fáceis. Mas não encontra solução. Ao invés de abrir sua  mente para novas opções, ela só vê a limitação. O ‘eu não posso’.

Nesse momento, quando sentimos que estamos sem saída, é hora de aquietar a mente para que ela, por si só, encontre a solução. Que, não raro, será uma só: andar para frente. Note que, na carta, a pessoa está a espera, de olhos vendados, que alguém a socorra. Mas ela não está vendo que, na verdade, não está completamente prisioneira da situação. Ela pode, mesmo sem certeza (visão), andar adiante e sair do cerco de pensamentos limitantes em que se colocou. Como fazer isso? Reavaliando nossas verdades, nossos conceitos e preconceitos. Avaliando o quanto estamos dependentes da opinião alheia, deixando que os outros decidam pela nossa vida, ao invés de assumirmos nossas limitações e caminharmos com nossas próprias pernas. Trabalhando nossos medos, inconscientes ou não. Sendo verdadeiros conosco, não nos iludindo a respeito do nosso poder. Tirando nossa resistência em enxergar a verdade (venda) e encarando os fatos tal como eles são. Encarar a verdade de quem se é pode ser doloroso, mas é mil vezes melhor que viver preso, confuso, com medo, à mercê da vontade e opinião dos outros.

Aproveitemos a Lua Cheia em Escorpião, que é uma fase agitada mas de grande clareza e poder (inclusive sexual), para analisarmos sobre o quanto a dependência dos outros e de suas opiniões de fato nos é necessária. Agora é a hora de cortar estes laços e pensar por si, sem medo de ser feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

RosaneTarot


Este é um blog de autoria de Rosane Kurzhals. Todos os direitos reservados. A reprodução total ou parcial do conteúdo aqui apresentada está autorizada, desde que com o consentimento da autora e citada a fonte. ;)








Últimas do Blog

recentposts

Instagram