segunda-feira, 24 de outubro de 2011

24/10 - Carta do Dia: 10 - A Roda da Fortuna


Eis uma carta de difícil compreensão. Não por acaso, leva uma esfinge sentada sobre a roda e empunhando uma espada (razão): 'decifra-me ou te devoro'. Sim, decifre o enigma da sua vida ou morra - no caso, reencarne, reencarne e reencarne. Eu, que faço leituras karmicas, tenho nesta carta o ponto central das minhas consultas. Não entender o seu karma é destinar a sua vida a andar em círculos. Superá-lo é elevar a sua consciência a tal nível que nem a morte será capaz de segurá-lo. Mas tal evolução depende muitas vezes de uma mudança profunda que poucas pessoas estão dispostas a fazer. Porque mudar significa abandonar o que se é, sair do conformismo confortável do pensamento comum a que você se apegou. Mas não há outro caminho. Decifre o seu karma ou a sua consciência o devorará.

A Roda da Fortuna é altamente simbólica. Em cada canto da carta, um animal alado que representa, cada qual, um signo fixo da astrologia - Aquário (anjo), Escorpião (águia), leão e touro. Suas asas significam estabilidade em meio a movimento e mudança. O livro que cada um tem em suas mãos é a Torá, o que representa a sabedoria. A serpente descendo do lado esquerdo da Roda é o deus egípcio Typhon, o deus do mal. O Anubis subindo no lado direito da roda é Hermes, um símbolo da sabedoria, inteligência ascendente. A Esfinge no topo da roda representa os enigmas da vida. A roda do meio contém os símbolos alquímicos para o mercúrio, enxofre, água e sal - os blocos de construção da vida e os quatro elementos - e representa o poder de formação. O círculo exterior representa o mundo material. Os oito raios da roda representam a energia radiante Universal, assim como os oito Sabbats do ano. O fundo azul representa a sabedoria.

A Roda da Fortuna é como a Roda de Samsara – o grande ciclo kármico ao qual somos reféns em função das nossas ilusões egóicas. Ela nos mostra, acima de tudo, que tudo que vai, volta. Isto é, tudo que fazemos, toda nossa ação no mundo, produz um efeito que retorna para nós na exata medida do que projetamos. Assim, se temos um efeito positivo para outras pessoas, nossa ‘roda’ contabiliza ganhos. Se produzimos negatividade, também nossa contabilidade gera débitos. E este ciclo se torna interminável, pois uma vez que você está na roda da vida e identificado com seus ‘karmas’, não é possível sair dela a menos que você se coloque no centro da sua vida. Então a pergunta é: como fazer isso?

Quando tiramos a Roda da Fortuna, significa que estamos vivendo num ciclo vicioso de experiências repetitivas, tal qual um ‘karma’. Significa que criamos um ‘modus operandi’ de respostas a determinados padrões que nos impelem a agir sempre da mesma forma e colher sempre os mesmos resultados. Podemos observar quando a ‘roda da fortuna’ atua nos eventos que se repetem na nossa vida. Quantas vezes mudamos de emprego e o próximo se mostra exatamente com os mesmos problemas do anterior? Ou quando nos divorciamos e acabamos encontrando na pessoa nova questões idênticas à que nos separamos? Por isso a Roda da Fortuna sugere que você não deve simplesmente ficar parado e aceitar o que a vida lhe oferece. Você pode se tornar ativo para inverter o rumo da roda. Quando o mundo não muda, é você quem tem que mudar.

A aparência da Roda da Fortuna mostra que não é apenas provável que a mudança aconteça; é certo de acontecer – e logo! Geralmente a Roda da Fortuna mostra que pode haver uma mudança dramática da ordem estabelecida. Você deve alterar seu curso atual, mudar as coisas em uma direção diferente ou mudar as coisas para garantir os resultados que você espera.

A lição da Roda da Fortuna é que tudo na vida é impermanente. Você tem que aceitar que há sempre altos e baixos na vida. Se fosse para você ter apenas bons momentos, você se tornaria menos capaz de apreciar o que tem. Às vezes os maus momentos oferecem o contraste e a perspectiva de que você precisa para ser capaz de reconhecer o quão abençoado você é quando os bons tempos virão. Assim, quando os tempos são bons, desfrute dos benefícios, mas não torne-se complacente, porque as coisas podem mudar. Quando os tempos são maus, não desanime, porque mesmo quando as coisas parecem piores, tudo pode mudar!

Mantenha-se otimista e tenha fé no Universo. Ele sempre lhe trará desafios tão grandes quanto a sua capacidade para superá-los. E o que hoje para você pode ser um problema, amanhã pode se revelar uma bênção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

RosaneTarot


Este é um blog de autoria de Rosane Kurzhals. Todos os direitos reservados. A reprodução total ou parcial do conteúdo aqui apresentada está autorizada, desde que com o consentimento da autora e citada a fonte. ;)








Últimas do Blog

recentposts

Instagram