TAROT

[tarot][bleft]

TAROTERAPIA

[terapia][bsummary]

Astrologia

[astrologia][bsummary]

2022: Júpiter + Netuno em Peixes



 





Olá!


No dia 01 de janeiro deste ano a astróloga Aline Maccari, cujo trabalho admiro muitíssimo, publicou o post que reproduzo a seguir sobre as perspectivas dela para este nosso ano de 2022.


No meu ponto de vista, concordo com sua análise considerando os aspectos de Júpiter em Peixes e da quadratura de Saturno aos Nodos Lunares como as mais importantes do ano.


Dentre as várias já manifestações, particularmente penso que esses aspectos validam muito o conflito que estamos presenciano da Rússia (Vladimir Putin = Ascendente em Escorpião e Saturno, Mercúrio e Netuno na casa 12) x EUA (Joe Biden = Sol, Mercúrio, Marte e Vênus em Escorpião), em especial no que toca ao poderio bélico náutico da Rússia. Mais especificamente quanto ao seu sistema de drone nuclear.



Drone nuclear Poseidon © Foto / Ministério da Defesa da Rússia



Batizado com o profético nome de "Poseidon" e apelidado de 'arma do Juízo Final' pelos EUA, veja o que fala a Sputnik Brasil sobre esta arma:

"Veículos subaquáticos não tripulados de propulsão nuclear Poseidon são os torpedos mais mortíferos do mundo. O sistema de drone nuclear Poseidon consegue atingir uma alta velocidade, inalcançável para submarinos, submergir à profundidade de um quilômetro e calcular de forma autônoma a melhor trajetória para chegar ao destino. Seu alcance é praticamente ilimitado, tudo isto faz dele um alvo subaquático extremamente difícil para a defesa antissubmarino dos países da OTAN. No caso de um Poseidon conseguir chegar à costa do adversário ou a um agrupamento de navios inimigos, o dano infligido será tremendo. Ele é capaz de destruir infraestruturas inimigas, grupos de ataque de porta-aviões inteiros e outros alvos importantes." 


"Há informação de que este torpedo gigante pode ser armado com uma carga nuclear suficiente para criar um tsunami artificial de até 400-500 metros no caso de uma explosão perto da costa. No caso de uma linha costeira constituída por uma planície próxima do nível do mar, isso significa que a onda poderá penetrar milhares de quilômetros para o interior do continente"



A seguir, a análise da astróloga na íntegra, que você também pode conferir aqui:



2022: Júpiter e Netuno conjuntos em Peixes

- por Aline Maccari
Jornalista, Astróloga e Analista Junguiana



O ano de 2022 será marcado por aspectos astrológicos importantes. E são eles que dão o tom das emoções, comportamentos, experiências e acontecimentos, seja na vida coletiva ou em nossas vidas pessoais. 

Durante os meus estudos para a elaboração deste conteúdo me dediquei a dois movimentos celestes que julgo serem os mais relevantes para o ano. São eles a conjunção entre Júpiter e Netuno em Peixes e a quadratura entre Saturno e os Nodos Lunares.



JÚPITER E NETUNO EM PEIXES


Júpiter leva 12 anos para dar a volta completa ao redor do Sol. Ou seja, a cada ano ele está num signo. Em 2021 ele esteve em Aquário. Em 2022 ele estará majoritariamente em Peixes, mas passará uns bons meses em Áries. E esta é uma das marcas astrológicas mais importantes dos anos. 

A questão é que este será um ano muito especial, pois Júpiter ficará conjunto a Netuno em Peixes. E este é um encontro raríssimo. A última vez em que tivemos Júpiter e Netuno, os regentes antigo e moderno de Peixes, no próprio signo, foi há 166 anos. Portanto preparem-se para um ano de grandes acontecimentos, especialmente para aqueles que têm aspectos importantes nos signos de Peixes, Câncer e Escorpião.


JÚPITER





Júpiter é o maior planeta do sistema solar. Conhecido como o Grande Benéfico, por onde ele passa nos indica onde pode existir felicidade, prosperidade, abundância, crescimento, mas também excessos e dogmatismos. 

De modo geral, ele sinaliza onde e como podemos crescer, expandir ou exceder naquele ano. Onde o planeta estiver, ele irá sinalizar a nossa SORTE para aquela temporada anual. 

Em 2022, Júpiter passará o ano em Peixes, de 29.12.21 a 21.12.22. Entretanto, de 11.05.22 e 29.10.22 ele ficará em Áries, signo pelo qual ele transitará definitivamente em 2023.




JÚPITER EM PEIXES: 29.12.21 a 21.12.22


Peixes é o último grau de experiência da evolução espiritual. O 12º signo da roda zodiacal representa aquele momento da vida em que nos unimos ao todo. Mutável, ele está prestes a tocar o sentido último da vida. É por isso que muitos piscianos estão entre lá e cá.

Nesse limite entre a vida e a morte, real e simbólica, estão em contato máximo com a espiritualidade, a origem e o fim, o amor maior, a criatividade, a arte, a cura e o sublime.

E justamente porque estão tão próximos do mistério da vida são de uma sensibilidade impressionante. Uma qualidade que pode lhes ajudar a seguir no caminho da luz, como nenhum outro ou levá-los a destinos sombrios. Pois assustados diante do “todo”, eles podem preferir fugir da realidade, por meio de drogas lícitas ou ilícitas, medicamentos ou vícios que podem levá-los a experiências dolorosas e degradantes.

É esse leque tão amplo de expressões que faz nascer no pisciano a caridade, o sacrifício, a introspecção, a melancolia, a sensibilidade, a mediunidade, a timidez, a intuição ou a iluminação.

De maneira simplificada, pessoas com aspectos importantes neste signo poderão sentir um forte entusiasmo, fé na vida e sorte em suas empreitadas.




JÚPITER EM ÁRIES: 11.05.22 e 29.10.22

Áries é o 1º signo da roda zodiacal, portanto é a 1ª etapa da evolução humana. Em Áries nós damos o 1º grito a plenos pulmões, avisando ao mundo que nascemos. O signo cardeal e 1º do elemento fogo é o EU, o Ego, o brilho próprio, o entusiasmo, a paixão, a liderança, o pioneirismo, a impulsividade, a luta, a coragem, a violência, a dominação e a vitória.

Com Júpiter em Áries, pessoas com planetas importantes neste signo poderão sentir um forte entusiasmo, podendo iniciar novos projetos, tomados de coragem e ineditismo. Portanto, aproveite esta temporada!




JÚPITER EM PEIXES EM 2022

Como Júpiter ficará em Peixes por um tempo maior, esta será uma das características marcantes do ano. 

No 3º signo de água, Júpiter volta para casa, pois para a astrologia antiga, ele foi o 1º regente de Peixes, antes de Netuno. Assim, pessoas com planetas importantes em Peixes poderão se sentir tremendamente estimuladas em 2022. Mas na verdade, de uma maneira absolutamente rara. Pois o encontro destes planetas em seu signo favorito acontece apenas a cada 166 anos aproximadamente. E para compreendermos essa potência, precisamos primeiro conhecer quem é Netuno.




NETUNO





Netuno na mitologia grega é Poseidon, o deus dos mares. E por isso é o deus das águas, das emoções, da inconsciência, do intangível, da espiritualidade, da comunicação planetária (já que conecta continentes), regendo os líquidos, as águas, as ilusões e desilusões, os ideais, o misticismo, as intuições e os milagres. Como tem uma relação com Baco ou Dionísio, também se aproxima do êxtase, e porque representa estados alterados de consciência, pode ser visto no místico, em quem usou álcool ou drogas ou no louco. Netuno é também o planeta da sensibilidade profunda, por isso uma forte relação com a arte e a cultura, em especial a música e o cinema.

Netuno é o anormal, o paranormal, a imaterialidade, o transe, a hipnose, o entre mundos. É o vinho, o delírio, o chá, o anestésico, a indústria farmacêutica, o vírus invisível que se espalha. É o nevoeiro, a alucinação, a sereia e o marinheiro. Onde temos Netuno nos nossos mapas mostra onde temos um ideal a seguir, mas também onde podemos nos iludir. É onde está o sonho, mas também a miragem.




JÚPITER + NETUNO EM PEIXES NO PASSADO


Este é um evento raríssimo que só acontece a cada 166 anos. Neste ano incomum, teremos os dois regentes de Peixes em casa. Por isso sua força se potencializa de uma forma única. Pesquisei alguns eventos relevantes que aconteceram 166 anos atrás. E como a astrologia é o estudo dos ciclos da natureza e como podemos aprender com esses ciclos que geralmente apresentam padrões semelhantes, fiquei maravilhada com o que encontrei.



EVENTOS HISTÓRICOS E SIMBÓLICOS DE 1856


1856 foi o último ano em que Júpiter e Netuno estiveram juntos em Peixes. Neste ano aconteceram naufrágios importantes pelo mundo. Em Janeiro daquele ano o mar invadiu algumas ilhas dos Açores, em Portugal, causando naufrágios e matando tripulantes. Naquele ano, o mar também levou inúmeras casas e barcos da região.



Naufrágio do USM steamship Pacific (1849)


 

Por outro lado, foi em 1856 que pela 1ª vez, uma rua (a Rua das Violas, atual Teófilo Ottoni) se enfeitou no Rio de Janeiro para ver a passagem de uma sociedade carnavalesca. Eram os primórdios da fantasia do carnaval na Cidade Maravilhosa.


Mas nada me chamou tanto atenção quanto o dia 06 de Maio daquele ano. Pois foi a data de nascimento de Sigmund Freud, que teria em seu mapa astral natal a marca da conjunção de Júpiter e Netuno em Peixes, se tornando o pai da psicanálise, transformando por completo a maneira como compreenderíamos a mente humana dali em diante.



Sigmund Freud, o pai da psicanálise nasceu em 06 de Maio de 1856

 

E por falar em mente e espiritualidade, foi em 1857 que Allan Kardec publicou na França os primeiros livros do Espiritismo, chamados Codificação Espírita. Ou seja, 1856 foi o ano da gênese do Kardecismo, a doutrina que viria a mudar a maneira como o mundo lidava com a espiritualidade e seus fenômenos, vindo a se transformar numa das religiões mais populares do Brasil.


Nota: Neste mesmo ano (1856) Sir William Perkin sintetiza a mauveína, o primeiro corante sintético. Criado como um subproduto acidental na tentativa de criar a quinina a partir do alcatrão de hulha. Esta descoberta é a fundação da indústria de corantes sintéticos, uma das primeiras indústrias químicas bem sucedidas.[1]



JÚPITER + NETUNO EM PEIXES em 2022


Ou seja, se percebermos o espírito daquela época, cheio de inquietações marítimas, inconscientes, filosóficas, psicológicas, religiosas e artísticas, teremos uma noção, por paralelo e analogia, do que nos aguarda. É por isso que o ano de 2022 poderá ser tremendamente transformador. Mas não necessariamente uma mudança que se vê externamente. Mas muito mais internamente, uma vez que estes planetas unidos irão mexer profundamente com os nossos inconscientes pessoal e coletivo. 

Portanto, será um tempo para o intangível, o imaterial, a espiritualidade, as religiões, a magia, a psicologia e a fusão com o todo. Esta conjunção será mais notória entre meados de Abril e final de Maio. Portanto tenhamos atenção conosco, com os nossos e com o mundo. Neste ano, deveremos nos perguntar a nós mesmos “Qual a nossa missão de alma?”, “Com o quê nos sintonizamos?”, “Quem somos nós na teia da vida?”


Para a astrologia e a mitologia, as manifestações deste encontro não são por si boas ou más. Elas simplesmente são! Entretanto há manifestações que certamente serão mais luminosas (conscientes e de natureza amorosa) e outras sombrias (inconscientes e relacionadas ao poder).




FACETA SOMBRIA





O encontro do deus da inconsciência (Netuno) com o planeta que tudo maximiza (Júpiter), pode nos levar a vícios, intolerâncias religiosas ou à propagação do charlatanismo.


Como também estamos falando do deus dos mares, poderemos ver grandes enchentes, tsunamis, naufrágios e inundações potencializados pelas Mudanças Climáticas.


Como Netuno é “o espalhador”, como um canal de comunicação de grande capilaridade, podemos não apenas não estarmos livres do vírus da Covid-19, como podemos nos deparar com novas variantes ainda mais transmissíveis e perigosas.


Como Netuno e Peixes tratam de psiquismo profundo, estamos falando de fragilidade mental e espiritual. E por isso poderemos ver um crescimento substancial em se tratando do sofrimento psíquico com o aumento de casos de depressão, síndrome do pânico e até mesmo casos de suicídio. Com estes dois planetas importantíssimos em Peixes, estamos falando de finais de ciclos e da possibilidade de desencarnes em massa.


Como Netuno é o deus dos mares e Júpiter tem uma forte relação com outros países e culturas, poderemos ver o agravamento da crise migratória de uma maneira que nós jamais imaginamos, com um número cada vez maior de refugiados cruzando os mares e morrendo em Netuno. Ou de deslocados internos devido ao Aquecimento Global e suas consequências.


Como estamos falando de 2 planetas relacionados à religiosidade e psiquismo poderemos ver o que Carl Jung chamou de “contágio psíquico” e poderemos ser conduzidos inconscientemente por ideais e falsos ideais, tal qual no período do nazismo ou do fascismo, como uma verdadeira “loucura coletiva”.




FACETA LUMINOSA


Por outro lado, este pode ser um encontro muitíssimo luminoso. E é nisso que eu aposto! Se Freud nasceu no último ciclo e Kardec começou a escrever a sua obra prima, imagine o que poderá surgir neste novo ciclo, para aplacar a nossa angústia existencial, tal qual ambos um dia se dedicaram a fazê-lo? Por isso acredito que possa haver um grande avanço nos estudos da psicologia, da parapsicologia, da filosofia, da espiritualidade, da ciência e da tecnologia espacial.


Na cultura e nas artes, este pode ser um momento de grande inspiração e produção, com investimentos para o setor, mas também a partir de produções próprias, autorais, surgindo em novos formatos e plataformas. Para o cinema, a tv e os streammings poderá ser um ano de grandes produções.

Na verdade, o simples fazer artístico e cotidiano será a nossa válvula de escape mais virtuosa.

Por outro lado, será a vez do Metaverso e o desenvolvimento tecnológico capaz de nos conectar entre mundos por meio de avatares e hologramas. Já pensaram nisso? Na verdade fiquei na dúvida se colocava isso na lista dos fenômenos luminosos ou sombrios. O que vocês acham?





Em se tratando das nossas experiências transcendentais, poderemos ficar de fato muito próximos do divino, por meio de sonhos e vivências que jamais pensaríamos ter. Rituais, chás, terapias, novos tratamentos e uma gama imensa de saberes que tentam explicar um mundo até então inexplicável, aquele que a ciência não dá conta de explicar, serão procurados. E quem sabe a ciência comece a dialogar com outros conhecimentos milenares, quiçá a astrologia e a mitologia. Estarei à disposição para esse encontro, caso aconteça!

Como em todos nós o sentimento de EMPATIA deverá crescer, afinal ninguém aguenta mais essa pandemia de individualismo, imagino que a caridade e a solidariedade também deverão ganhar nova projeção. E que assim seja, pois o mundo pandêmico ou pós pandêmico está mais que precisando de ajuda.

Aliás, como Peixes e a sua casa 12 falam dos exilados e excluídos, este será um ano para termos olhos para os miseráveis, os famintos, os doentes mentais, os viciados, os refugiados, os povos originários e os prisioneiros. Que seja um ano para trazermos ao debate público os dramas da população carcerária, das comunidades indígenas, da luta antimanicomial e até mesmo da causa animal. Que seja um ano para entrarmos em temas marginais, evitados ou esquecidos e promovermos algum tipo de evolução e mudança para aqueles que só dependem de nós, de quem está de fora deste drama, para promover alguma visibilidade, justiça e transformação.

Como Netuno tem relação com o inconsciente, a ficção científica e a imaginação, e Júpiter fala da ampliação dos nossos horizontes, talvez pudéssemos falar até mesmo do contato com outros mundos e vidas, sejam noutros planetas ou nas profundezas do mar. E se só uma INVASÃO ALIENÍGENA conseguisse finalmente diminuir as nossas diferenças e restaurar em nós um senso de humanidade?




A ESSÊNCIA DESTE ENCONTRO ASTRAL


O que de maneira mais profunda Júpiter e Netuno em Peixes desejam de nós é que nos questionamos sobre o sentido último da vida. 

Se você soubesse que tem apenas mais um ano na Terra, o que faria para viver a vida na sua essência mais valiosa, amorosa, significativa e sublime? O que no fundo são as perguntas que sempre se fizeram os filósofos, religiosos, excluídos, náufragos, refugiados, prisioneiros, loucos e místicos. E por que todos estes “pensadores” estarão no seu momento mais importante, este será um ano para nos despirmos definitivamente de certos preconceitos e tabus.

Para que toda essa sinfonia astral seja ouvida em seu esplendor, precisaremos de toda a nossa empatia, fé e amor.




CALENDÁRIO



JÚPITER EM 2022

  • 29.dez.21 a 11.maio.22: Júpiter fica em Peixes
  • 11.maio.22 a 29.jul.22: Júpiter entra em Áries
  • 29.julho.22 a 29.out.22: Júpiter Retrógrado em Áries
  • 29.out.22 a 24.nov.22: Júpiter Retrógrado em Peixes
  • 24.nov.22 a 21.dez.22: Júpiter Direto em Peixes
  • 21.dez.22 até 2023: Júpiter entra em Áries




CONJUNÇÃO ENTRE JÚPITER E NETUNO

  • Meados de Março até final de Abril de 2022
  • 15.mar.22: Júpiter 17º e Netuno 22º ( 5º de proximidade)
  • 10.abr.22: Júpiter 23º e Netuno 23º (conjunção perfeita)
  • 30.abr.22: Júpiter 27º e Netuno 24º (separação)




PLUTÃO NO SEU ÚLTIMO ANO





UM SPOILER DE 2023

O que Saturno em tensão com os Nodos e a união de Júpiter e Netuno em Peixes farão, será a organização do mundo para a chegada de Plutão em Aquário em 2023. 

Quando o planeta das transformações geracionais entrar no signo da coletividade, seremos todos convidados a pensar a vida em grupo, sem individualidades ou vaidades, se quisermos viver. 

Até lá, todas as diferenças poderão ser expostas até o seu limite. E então com a chegada de Plutão em Aquário não haverá outra saída senão pensarmos e agirmos a partir do “somos todos um”, SOMOS TODOS HUMANOS!






Nenhum comentário: